• A pobreza está a diminuir em Timor-Leste

Home » Anúncios » A pobreza está a diminuir em Timor-Leste Imprimir a página

A pobreza está a diminuir em Timor-Leste

Estudo alargado revela melhorias nos Níveis de Vida das Famílias

Díli, 28 de setembro de 2016 – Segundo o mais recente Estudo dos Níveis de Vida em Timor-Leste, a taxa nacional de pobreza caiu de 50,4% em 2007 para 41,8% em 2014. Isto significa que mais timorenses são capazes de adquirir bens essenciais comparativamente a 2007.

O estudo indica também que a taxa de pobreza extrema desceu de 47,2% em 2007 para 30,3% em 2014. Isto significa que a redução da pobreza foi mais rápida em Timor-Leste do que em muitos outros países.

“Este estudo é importante para medir o progresso alcançado e os esforços do governo com vista a reduzir a pobreza e a aumentar o acesso da população a serviços vitais,” afirmou o Vice-Ministro das Finanças Helder Lopes. “Permite-nos medir o quanto avançámos enquanto nação e diz-nos as áreas onde precisamos dedicar mais recursos.”

O Estudo foi realizado entre abril de 2014 e abril de 2015 e envolveu 5.916 famílias espalhadas por todos os distritos de Timor-Leste. As perguntas colocadas às famílias versaram a capacidade destas para adquirir bens e serviços essenciais, tais como alimentos, habitação, vestuário e transportes.

“O estudo constitui uma excelente fonte de informações para alimentar a política do governo,” afirmou o Diretor-Geral de Estatística, Elias dos Santos Pereira. “Por exemplo, estas informações permitem-nos decidir as taxas e pagamentos corretos a aplicar a serviços governamentais de modo a garantir que são justos e que a população tem a possibilidade de aceder a estes serviços.”

Para lá do declínio nas taxas de pobreza existem outros indicadores que revelam melhorias entre 2007 e 2014. Registaram-se melhorias significativas ao nível do acesso a serviços básicos, com destaque para a eletricidade, educação de crianças e resultados na área da saúde. Há também melhorias no que toca ao acesso a instalações de saneamento e a água potável. Mais timorenses são agora capazes de adquirir bens como telemóveis, televisões, motorizadas e eletrodomésticos como ventoinhas e panelas elétricas de arroz.

“Este estudo mostra que mais pessoas de agregados familiares com baixos rendimentos têm maior capacidade para adquirir bens essenciais,” afirmou a Representante do Banco Mundial Bolormaa Amgaabazar. “Assistimos a isto tanto nas áreas rurais como nas áreas urbanas espalhadas por Timor-Leste.”

A qualidade do estudo foi assegurada através do envolvimento do Banco Mundial, que trouxe peritos internacionais em pobreza para garantir que o estudo cumpre os padrões internacionais.

“A redução da pobreza e a melhoria dos níveis de vida são coisas de que nos podemos orgulhar,” afirmou o Vice-Ministro Lopes. “Todavia isto não significa que a pobreza tenha sido erradicada. Há muito mais a fazer para garantir que todos os timorenses vivem vidas de prosperidade e são capazes de participar na riqueza da nação.”

O Governo continua empenhado em trabalhar para reduzir a pobreza em Timor-Leste, contando para tal com o apoio de todos os intervenientes.

Sobre o Estudo de Níveis de Vida em Timor-Leste
O Estudo de Níveis de Vida em Timor-Leste de 2014 segue os estudos com representatividade nacional conduzidos em 2007 e 2001 pela Direção-Geral de Estatística, com apoio técnico do Banco Mundial. Um dos objetivos dos estudos tem sido a produção de resultados de qualidade elevada que forneçam bases sólidas para a monitorização dos níveis de vida das famílias e para a tarefa essencial de conceber políticas públicas que ajudem a melhorar os níveis de vida de todos.

Resultados principais: percentagem da população a viver em agregados familiares:
• Com ligação elétrica: 36% em 2007, aumentando para 72% em 2014
• Com saneamento melhorado: 42% em 2007, aumentando para 60% em 2014
• Com todas as crianças a frequentarem a escola: 58% em 2007, aumentando para 83% em 2014
• Sem crianças com menos de 5 anos subnutridas: 65% em 2007, aumentando para 84% em 2014
• Sem crianças com menos de 5 anos com crescimento atrofiado: 62% em 2007, aumentando para 76% em 2014
• Sem crianças com menos de 5 anos em situação de definhamento: 80% em 2007, aumentando para 93% em 2014

Qual é a taxa nacional de pobreza?
A taxa nacional de pobreza indica a percentagem da população que vive abaixo do nível de vida considerado aceitável em Timor-Leste. Esta informação é muito importante, sendo utilizada pelo governo na tomada de decisões políticas.

Qual é a taxa internacional de pobreza extrema?
Segundo o padrão global da taxa internacional de pobreza, uma percentagem de timorenses vive em situação de pobreza extrema. Embora o padrão global seja inferior ao padrão nacional de Timor-Leste, ainda assim permite ao governo comparar o desempenho de Timor-Leste com o de outras nações.

Por favor clique AQUI para ver o relatório em detalhes.